Cuidado com os pés

Podologia

A podologia é a disciplina que se dedica ao estudo dos pés do ponto de vista da sua anatomia e patologia.
Cuidando do bem estar da população com foco na saúde o podólogo é cada vez mais reconhecido em todas as áreas da sociedade, mostrando para todos a real importância de cuidar dos pés.
O podólogo vem para mostrar que mais uma vez saúde e estética andam de braços dados.
 Tire aquelas dúvidas sobre podologia que você sempre teve sobre o assunto e não tinha ninguém pra responder.
  
Qual a diferença da podologia para a manicure?

O podólogo trata e cuida da saúde dos pés enquanto a manicure apenas embeleza. O podólogo trata de verruga plantar, calo mole (entre os dedos), calosidades, unha encravada, unha superposta, fissura, calo com núcleo, corte correto das unhas. Ele trabalha em paralelo ao dermatologista e ao ortopedista. Tanto os médicos encaminham para o podólogo quanto o inverso.

 Qual é a doença mais comum encontrada nos pés?
A micose está entre as doenças mais comuns. Algumas manicures não usam materiais descartáveis e não realizam adequadamente a higienização dos instrumentos, assim podem transmitir a micose através de equipamentos não esterilizados. Todos os materiais de uso pessoal são descartáveis e os instrumentos esterilizados.
E como é feita a higienização dos materiais pelos podólogos?
Para o podólogo, todo o equipamento deve ser lavado em álcool, escovado e esterilizado. Os pés são a base de sustentação do corpo e precisam de atenção especial.

E para o verão? Existem cuidados especiais?
Os pés reclamam e pedem socorro. Para o verão, no mínimo uma vez por mês, é aconselhável a visita ao podólogo para a manutenção de um tratamento completo.
Os pés sofrem mais algum problema no verão?
O verão é o período onde os pés mais doem. Com o calor, os pés costumam inchar bastante. Além da visita ao podólogo, uma boa massagem resolve o problema, com um especialista em reflexologia. Também é fundamental para tratamento contra estresse.  Outro problema comum no verão é o pé de atleta, principalmente para o pé diabético. Pode acontecer também por causa do acido úrico. Deve ser bem cuidado, porque é transmissível. O tratamento é através de pomadas indicado para o próprio tratamento. Se for um caso muito grave, é encaminhado ao dermatologista.
Apenas o trabalho do podólogo não resolve o problema?
Os clientes nos procuram dizendo o que estão precisando, fazemos o diagnóstico, porém algumas vezes são necessários outros cuidados que complementam o serviço da podologia.
Os calos são muito comuns tanto em homens quanto mulheres, qual a causa?
Existe um grande número de pessoas que apresentam calosidades porque se preocupam com a moda e não com o conforto. Isso agride muito os pés por causa do atrito. A melhor prevenção é dar sempre preferência a calçados confortáveis. Por causa desse mau costume, pode se formar um calo ósseo (deformação óssea) ou calo meller (que tem uma camada epitelial morta ou mais). O dermatologista pode tratar mais a fundo. Mas existem calos que são hereditários.

Qual o tratamento mais procurado?
O serviço mais procurado é a unha encravada, ou seja, é quando a unha já nasce na direção errada e acaba entrando na pele. Alguns casos são resolvidos na primeira visita, outros precisam de mais vezes.
 
Quais doenças podem comprometer a saúde dos nossos pés e que, geralmente, não cuidamos de forma devida?
Existem muitas, a onicomicose, por exemplo, é causada por fungos nas unhas. Pode-se pegar na praia ou piscina, por baixa imunidade, um calçado inadequado que aperta ou que esteja úmido. A micose na unha também precisa de tratamento específico com podologista, não deve, sob hipótese nenhuma, ser tratada em casa, mas algumas pessoas usam água morna e sal. O que não adianta.

E o famoso joanete, pode ser tratado na podologia?
O joanete é uma deformação óssea e só pode ser tratada com cirurgia.

  Unha Encravada

Onicocriptose

A onicocriptose, ou o termo popular unha encravada, é uma dor ou inflamação que ocorre no dedo quando a borda lateral da unha fere a pele adjacente, enterrando-a ao seu redor. Isto acontece porque a pele forma uma barreira ao crescimento da unha e, como esta é mais dura e não pára de crescer, ela adentra a pele causando os sintomas mais comuns como dor e inflamação. As causas mais prováveis são o corte de maneira incorreta da ponta das unhas e sapatos apertados. Ocorre mais comumente nas unhas dos pés mas também raramente afeta as mãos.
A onicocriptose também pode ocorrer por tropeções, queda de objetos sobre a unha provocando maior afluxo sanguíneo para o local, o que propicia um adelgaçamento da pele do sulco ungueal e consequente ruptura da mesma facilitando a penetração de bactérias.

PREVENÇÃO

A maneira correta de cortar as unhas é aparar apenas a borda anterior da placa ungueal (unha) e jamais cortar suas bordas laterais. Se as bordas laterais forem deformadas, as irregularidades criadas pelo corte incorreto associadas à pressão do sapato, ao peso corpo e ao sentido do crescimento da unha farão com que haja lesão da pele circunvizinha. Deve-se evitar também cortar as unhas muito curtas, deixá-las retas em sua borda anterior, não tentar "arredondar" o corte em direção às bordas laterais.
SINAIS E SINTOMAS
Se não tratada, pode formar um granuloma piogênico, onde existe um acúmulo depus, e a pele ao redor fica inflamada (dor, rubor, calor e edema).

ONICOÓRTESE (APARELHO PARA CORREÇÃO DE UNHA ENCRAVADA) 

Onicoórtese É um dispositivo que fixa á Lâmina ugueal (unha), que apresenta eficiente capacidade de tração mecânica, cuja principal finalidade e corrigir ou adequar uma estrutura do corpo, dimensionando-o mais próximo possível do padrão ortostático. A aplicação da órtese é inegavelmente a melhor opção para o tratamento corretivo de unhas deformada. Esta faz com que a unha volte ao seu formato normal, modificando a sua curvatura e consequentemente o desaparecimento de lesões dolorosas. Em geral, uso de órteses torna-se necessário para corrigir danos causados pelas

seguintes situações: Onicocriptose. Onicofose. Traumatismos pelo uso de calçados inadequados. Traumatismos mecânicos acidentais. Corte incorreto das lâminas ungueais. Existem várias técnicas para correção de unhas e dentre elas destacamos: Órtese acrítica. Fibra de Memória Reta. Órtese metálica no formato ômega com ganchos, botões ortodônticos e elástico flexível. Mola Flexível. Morfologia ungueal e tipos de onicoórteses que podem ser aplicadas.



                                                                      
   Por: REGINA VILELA PODÓLOGA

Nenhum comentário:

Postar um comentário